pc@paulopneumo.com.br    |   

Os perigos de segurar o espirro

É verdade que nem sempre dá para espirrar quando e onde se quer, mas você sabia que reprimir o espirro pode ser perigoso a ponto de causar problemas sérios? Isso porque o espirro é um mecanismo de proteção do corpo, cuja função é eliminar possíveis partículas irritantes do sistema respiratório. E o organismo expulsa este ar envenenado com toda velocidade pelas narinas e pela boca, gerando uma alta carga de pressão. 

Quando se prende, tampando o nariz ou a boca, aumenta-se a pressão em todo o seio da face, tornando-se especialmente danoso para quem já sofre de alguma alteração anatômica ou vascular. As consequências mais comuns de prender o espirro são: dor de cabeça; lesões no tímpano, no nervo óptico e na retina; hemorragia ocular; ruptura em um vaso (o que pode desencadear um AVC) e até fraturas em quem sofre com osteoporose. Já houve, inclusive, um notório caso de rompimento de faringe, no qual o paciente precisou ser internado e alimentado por tubos enquanto tomava antibióticos na veia. 

Por isso, todo cuidado é pouco. Segundo os especialistas, o ato de espirrar deve ser natural, tomando apenas cuidado para as gotículas não contaminarem outras pessoas ao redor. Basta colocar a dobra do braço na frente do nariz, sem tampar. Além de abafar o som, vai evitar episódios de contágio. Mantenha a boca aberta e não vede o fluxo de ar, assim você nunca terá problemas. 

Fonte: Medical Site

21 de Novembro de 2019

Agende sua consulta!